Serviços

O TABU DOS RELACIONAMENTOS ENTRE PESSOAS COM GRANDES DIFERENÇAS DE IDADE

Mulheres de mais 51393

Participaram da pesquisa 15 mulheres entrevistadas por Alencar e 15 mulheres entrevistadas atualmente, entre 20 e 30 anos, casadas, sem filhos e da classe média. Foi perguntado como elas imaginavam o futuro dos relacionamentos amorosos em geral. We gave priority to qualitative data analysis Delval, Esse modelo, no entendimento de Del Priorecomeçou a passar por modificações no fim do século XX. Além do mais, no início deste século, percebe-se a existência de uma diversidade de modelos de relacionamentos amorosos orientando as condutas dos sujeitos. Ademais, Borges, et al. Os entrevistados explicaram que os relacionamentos atuais se caracterizam pela individualidade, superficialidade, descartabilidade, busca do prazer, transitoriedade, grande disponibilidade de parceiros, ausência de compromisso, efemeridade e liberdade.

Em família no divã

Foram entrevistados sete casais com tempo médio de casamento de 45,7 anos, com média de idade de 68,9 anos e com filhos. A partir de dois roteiros semiestruturados, os participantes foram entrevistados individualmente e em casal, totalizando 21 entrevistas. We interviewed seven couples with average marriage time of Resumen: El objetivo de este estudio fue investigar los motivos que llevan a las personas a mantener matrimonios de larga duración. Fueron entrevistados siete parejas con tiempo medio de matrimonio de 45,7 años, con media de edad de 68,9 años y con hijos. A partir de dos guiones semiestructuradas, los participantes fueron entrevistados particularmente y en pareja, totalizando 21 entrevistas. Fue posible observar el intento de equilibrio entre individualidades e conyugalidad por parte de las parejas entrevistadas, así como la manutención de los papeles de género a lo largo de los años de relacionamiento. Palabras clave: Matrimonio, relaciones conyugales, motivación. A dinâmica da conjugalidade é perpassada por aspectos individuais, familiares, históricos e sociais, sendo que o vínculo conjugal é constituído considerando toda a trajetória percorrida pelo casal, que teve início na favoritismo do cônjuge.

Mulheres de mais de 20455

Consequência da evolução

É uma chance de ressignificar o aplicação. Poder escolher o que deseja enquanto qualidade de um novo relacionamento talvez seja o maior e melhor presente que a maturidade traz, afirma Danielle da Silva Freire, psicóloga especialista em processos de envelhecimento e demência. Tem quatro filhas, mas naquele momento morava sozinha. Ele tem dois filhos e esteve casado até os 50, quando se separou. Passou 30 anos sem namorar ninguém e morou sozinho a maior parte do tempo, mas na época estava vivendo com a filha e o genro. Segundo Fernanda Zacharewicz, doutora em psicologia social, a sexualidade dos pais sempre foi tabu no contexto familiar. No entanto, é preciso desconstruir a ideia de que a maturidade ou o envelhecimento acaba com o desejo. Ela é professora aposentada, tem três filhos, seis netos e foi casada durante 42 anos.

Leave a Reply

Your email address will not be published.